Sexta, 05 de março de 2021
11 98139-4935
Esportes

19/01/2021 às 03h00 - atualizada em 20/01/2021 às 03h39

38

Redação Portal Boas Novas

Carapicuíba / SP

Bottas rejeita emular Rosberg contra Hamilton: 'Só o irritaria e o faria ser ainda mais rápido'
Finlandês, que jamais ganhou do britânico, refuta sugestões de que deveria usar as táticas do ex-piloto alemão para superar companheiro: 'Prefiro dar meu recado na pista e de forma limpa'
Bottas rejeita emular Rosberg contra Hamilton: 'Só o irritaria e o faria ser ainda mais rápido'
Lewis Hamilton Valtteri Bottas Mercedes GP de Abu Dhabi F1 2020 — Foto: Mario Renzi - Formula 1/Formula 1 via Getty Images

E


m 2021, Valtteri Bottas vai para o seu quinto ano como companheiro de Lewis Hamilton na Mercedes. E apesar de ter o mesmo equipamento do companheiro, o finlandês sequer ameaçou a sequência de títulos do britânico, que chegou ao heptacampeonato no ano passado com três corridas de antecedência.


Ano após ano, Bottas diz receber sugestões de usar os jogos mentais que Nico Rosberg adotou para superar Hamilton em 2016. Contudo, o finlandês rejeita emular o ex-piloto da Mercedes por acreditar que a tática teria um efeito indesejado.


- Claro que ao longo dos anos, muitas pessoas sugeriram que eu mudasse o meu estilo para algo parecido com Nico Rosberg. Mas eu não sou Nico Rosberg. Eu prefiro dar meu recado na pista e de forma limpa. Além disso, eu conheço Lewis e sei que não terei benefícios em brincar com a mente dele. Eu sei que o incomodaria, mas seria uma perda de tempo. Só o irritaria e o faria pilotar ainda mais rápido. Então o jeito com o que faço as coisas é o jeito com o qual eu quero vencer. Esse é o meu objetivo - afirma em entrevista à "Autosport".


Além de rejeitar usar as táticas de Rosberg, Bottas diz que qualidade da dupla que forma com Hamilton é justamente o fato de serem fortes enquanto time, o que não aconteceu entre 2013 e 2016, quando Nico e Lewis eram companheiros. Além de desentendimentos dentro dos boxes, a antiga dupla também experimentou momentos tensos nas pistas.


- Eu penso que uma qualidade que temos é o fato de podermos trabalhar como um time. Podemos ter duras corridas nas pistas, mas isso fica por lá. E é um fato que se pudermos trabalhar juntos, essa é a forma com a qual o time vai se beneficiar. Então não tem essa de esconder acerto do carro, dados de telemetria ou algo desse tipo. É importante manter a motivação lá em cima, mas sem conflitos - crê.


Ainda que Bottas decida fazer as coisas do seu jeito, o piloto sabe que precisa fazer algo diferente se quiser superar o companheiro pelo título da F1, já que a cada ano as oportunidades de fazê-lo diminuem, principalmente com a promessa George Russell de olho em uma vaga na Mercedes em um futuro próximo.


- Estou disposto a tentar coisas diferentes. Acho que é hora de tentar algo diferente. Claro que sempre olho para o futuro. Terei outras oportunidades, mas nesse esporte, elas são poucas. Eu sei que não terei 15 temporadas para tentar superar o Lewis. Eu sei que preciso fazê-lo neste ano - diz.

FONTE: ge.globo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados